Coluna de Marcelo Blume

Permita que algumas coisas passem
21 de Maio de 2019 às 09:00

Sabe aquelas pessoas que ficam “remoendo” durante muito tempo as palavras ou situações desagradáveis que ocorreram com elas? E aquelas pessoas das suas relações que repetem de diferentes formas fatos desagradáveis entendendo que aquilo travou sua vida? De algum modo, com maior ou menor intensidade isso ocorre com muita gente. Entendendo que precisamos de mais resiliência para levar a vida que desejamos, escrevo este breve texto de hoje.

Continua sofrendo quem persiste em reações emocionais negativas a tudo o que é dito e a pessoa não gosta, ou não concorda. Tem mais poder pessoal quem consegue parar, observar e refletir a maior parte dos atos e fatos da sua vida com mais calma e com mais razão, do que emoção. Se as palavras e as ações do outros impactam tanto em alguém, é perceptível que qualquer um pode controlar esta pessoa. Se for e quando for o seu caso, respire fundo, analise com calma e permita que algumas coisas passem, sem necessitar da sua interferência, nem tomar a sua energia. É fundamental analisar também, o que poderia ter feito diferente para que aquilo não ocorresse e como uma nova situação como esta, pode ser evitada por algo que está no seu controle.

Próximo de cada um de nós é possível encontrar muitas coisas ruins, negatividade, mas também um ambiente repleto de oportunidades, de coisas boas, de positividade. Por vezes opta-se por olhar numa direção, e por vezes em outra, o que comprova que a escolha de por se anda, para onde se olha é de cada um de nós.
Quem não consegue esquecer palavras ruins, atitudes que não desejava de outras pessoas, eventos desagradáveis que lhe ocorreram, fica na mesma página da história de sua vida por muito tempo e tem muita dificuldade de seguir em frente de forma positiva, produtiva e pró-ativa.

Quando determinadas palavras, atos, fatos desagradáveis parecerem gigantescos, muito importantes e impactantes em nossa vida, é preciso conversar com outras pessoas. Outros olhares costumam nos mostrar que na maioria das vezes estamos na verdade diante de pequenas coisas, que podem ter pouco significado e isso depende da forma de encarar a vida, da postura e das atitudes de cada um de nós. Para viver melhor, para ser mais produtivo, para estar de bem com os outros é preciso evitar ao máximo que pequenas coisas nos coloquem para baixo. Algumas pessoas que eventualmente machucam, atacam, enrolam devem ser esquecidas, ou colocadas de lado. Quanto a outras, talvez na maioria, basta esquecer ou ignorar determinados atos e seguir em frente. Mais importante do que estas pessoas ou seus atos, palavras, posturas, é vida de cada um de nós, nossos objetivos, sonhos, que terão mais dificuldade de se concretizar, se as mágoas pelo que outros fizeram ainda estiverem nos pensamentos. Será que estas pessoas valem a sua mágoa, o tempo e a energia que você gasta com o aborrecimento e a tristeza? Tenho certeza de que a sua vida e os seus objetivos valem muito mais!

Que possamos deixar que algumas coisas simplesmente passem, para termos vidas, carreiras e negócios melhores!

Um abraço e até a próxima!

Marcelo Blume é Administrador, Especialista em Marketing e Mestre em Engenharia de Produção. Professor da UNIJUÍ e convidado em diversas IES. Sócio e consultor da Referenda Consultoria. Palestrante, pesquisador e escritor, com artigos e livros publicados.

Email: marcelo.blume@referenda.com.br

Mais artigos de Marcelo Blume