Coluna de Pedro Belmonte

Reminiscências
07 de Maio de 2016 às 11:00

O que estaria acontecendo em Santo Ângelo, no Rio Grande do Sul, no Brasil, em 1983? O Grêmio porto-alegrense ganhava título mundial em Tóquio, vencendo  o Hamburgo, por 2x1. Na Argentina, Raul Alfonsín  elegia-se  primeiro presidente civil após a ditadura militar. No RS era inaugurado o Polo Petroquímico de Triunfo.

Reminiscências II
Em Santo Ângelo, Mauro Azeredo e Valdir Andres eram empossados prefeito e vice. Morriam o advogado José Olavo Machado, vereador Irineu Alfredo Ronconi e em desastre de ultraleve João Alberto Bohn. Foi instalado no município o Juizado de Pequenas Causas. Unesco reconhecia São Miguel como Patrimônio Histórico da Humanidade.Frustração da lavoura de soja causava prejuízos bilionários na área da Cotrisa.

Reminiscências III
Jornalista santo-angelense, Carlos Henrique Schroder era promovido a editor-geral do programa ‘Bom Dia Rio Grande’, da RBS-TV, iniciando trajetória de sucesso no telejornalismo brasileiro. Atualmente é diretor geral da Rede Globo. Em 1983 era lançada a primeira edição do Jornal das Missões, sob inspiração do, na época, vereador Adroaldo Mousquer Loureiro, falecido recentemente. Neste período   firmou-se como veículo conceituado e parceiro do desenvolvimento de Santo Ângelo e da região.

Comenda
Silvano Saragoso recebeu em Porto Alegre a Comenda do Mérito Cultural Gaúcho, evento promovido pela Editora Megalupa. O advogado e político recebeu a honraria por conta de seu trabalho dirigido a divulgação das coisas das Missões.

Lava-jato
Embora eles neguem, é grande a lista de senadores envolvidos na Lava-jato. No pedido de abertura de inquérito pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, dias atrás, constam os nomes de Gleisy Hoffman, Renan Calheiros, Romero Jucá, Lindbergh Farias, Humberto Costa, Edison Lobão, Fernando Collor e Ciro Nogueira. Todos foram citados pelo doleiro Alberto Yousseff e por Paulo Roberto Costa.

Sucessão
Avizinha-se largo período de especulações no quadro sucessório municipal. Por exemplo, prefeito Valdir Andres concorrerá ou não  à reeleição? São muitos os nomes envolvidos na sucessão. Mais comentados os dos vereadores Paulo Azeredo, Jaques Barbosa, Vinicius Makvitz, Vando e Fernando Diel, sem esquecer o da vice-prefeita Nara Damião. São lembrados, por igual, os nomes de Adotar Queiroz e José Lima Gonçalves.

Sucessão II
Por outro lado, circulam comentários em torno de  dobradinha que poderia unir PP e PDT. Sem  confirmação, ainda,  nomes e quem a encabeçaria. Diz-se que as tratativas vêm desde o início do ano entre algumas lideranças. Serão, certamente, muitas as emoções no quadro sucessório político santo-angelense. Como dizia veterano analista, ‘Quem viver, verá... ’

Afastamento
Presidente Dilma confessou a aliados que seu afastamento temporário parece inevitável. Por conta disso vai cumprir agenda em defesa do seu mandato. Vai, também, tentar impedir que Michel Temer se aproprie dos projetos e medidas de seu governo. Por trás de tudo está o ex-presidente Lula da Silva na tentativa de manter a base social mobilizada, reproduzir o discurso de que Dilma foi vítima de um golpe e que eventual governo Temer será ilegítimo.

Afastamento II
Dilma se apressa a fazer o anúncio antes de o senado aprovar  a  admissibilidade do processo de seu impeachment. Votação está prevista para o próximo dia 11 de maio. Derrotada ela ficará afastada do cargo por 180 dias. Portanto (deve estar pensando, em proveito próprio), nada mais necessário que limpar as gavetas e, paralelamente, utilizar as vantagens do cargo. Sem a transição formal e a gastança, até Dilma ser afastada, Temer estará à mingua, quando assumir.

Eleições
Esta tese de eleições agora, que circulou, deu o que pensar. Ideal seria  que o processo de impeachment de Dilma Rousseff fosse até o seu final e somente ai se poderia, eventualmente, falar sobre novas eleições. O vice-presidente Michel temer as considerou um golpe. Ademais, cheira a tentativa de desviar o verdadeiro foco, que seria o de finalizar o atual processo, com ou sem a saída de Dilma.

Eleições II
Aí sim o país poderá discutir novas eleições, se bem que os petistas, principais interessados, certamente não terão  a mesma vontade, mesmo  que Dilma consiga se livrar do impeachment. Explico: se escapar ilesa do processo, sairá fragilizada e como candidata não seria a ideal. Voltaria à baila o nome de Lula da Silva, preferido de 10 entre 10 petistas. Sobre as eleições o ministro do STF, Gilmar Mendes disparou: “Não é ideia séria”.

Obras
Várias obras de mobilidade urbana serão atacadas pela administração de Santo Ângelo, no mês de maio. Dividida  em etapas, primeira leva de obras será na Rio Grande do Sul, Antunes Ribas, Venâncio Aires e Carlos Gay.  Mais tarde haverá melhorias na Salgado Filho, Sagrada Família e Getúlio Vargas. Ao todo serão três etapas, conforme a Secretaria de Obras do município.

Funcionalismo
Não sei  vocês, mas considerei merecidas as condecorações aos policiais militares, envolvidos em tiroteio e morte de criminosos, na Zona-Norte da Capital, por bravura  e os demais por serviços relevantes.  Alinho-me aos que defendem o aumento dos salários dos policiais, assim como das demais categorias de funcionários do Estado.

Funcionalismo II
Contudo, discordo de quem atiça os ânimos ao comparar os baixos salários  com as responsabilidades e os perigos inerentes as suas atividades. Penso que passada esta fase vivida pela administração gaúcha, de finanças combalidas, o governo olhará  atentamente as carências enfrentadas pela Brigada Militar e demais organismos estaduais.
 

 Jornalista, com passagem por diversos jornais e rádios do Rio Grande do Sul, atualmente coordena o projeto Santo-Angelenses. Escreve nas edições de sábado. 

Email: pedro.a.s.belmonte@hotmail.com

Mais artigos de Pedro Belmonte