Notícias: Geral

Venda de milho verde ainda tem mercado consumidor na safra 2013

Segundo a Emater, clima, tecnologia e terras boas são responsáveis pela produção

28 de Maio de 2013 às 16:26
Venda de milho verde ainda tem mercado consumidor na safra 2013
Na localidade de Ilha Grande, a família de Líria Fonseca está colhendo 100 sacas por hectare. Fotos: Odair Kotowski/JM

O milho safrinha ou milho do tarde ainda tem mercado consumidor na safra 2013. Da área total de 4.820 hectares, 80% das lavouras já foram colhidas, com média de produtividade de 80 sacas por hectare, isto é, 14% superior à produtividade inicial projetada que era de 70 sacas por hectare.

Segundo o chefe do Escritório da Emater em Santo Ângelo, engenheiro agrônomo Álvaro Uggeri Rodrigues, o milho safrinha é aquele plantado em janeiro, diferentemente do milho safra ou milho do cedo, que é plantado em agosto.

Dos 20% da área do milho safrinha que ainda falta colher (cerca de 960 hectares), 5% está em enchimento de grãos e 15% em maturação. Em uma “fase intermediária” está a lavoura da agricultora Líria Fonseca, na localidade de Ilha Grande, que ainda tem milho verde para a venda ao consumidor.

Líria plantou a sua lavoura de 2 hectares depois que a maior parte dos agricultores havia plantado, ou seja, em 7 de fevereiro. “A gente buscou orientação da Emater sobre qual seria a melhor variedade para o momento e encontramos o AG 8011. Estamos tendo produção recorde, em torno de 100 sacas por hectare. Iniciamos a colheita no dia 27 de abril, no início da Fenamilho, e ainda deveremos ter milho verde por mais uns 10 dias”, frisa Líria.

A produção está garantindo mercado e renda. A família de agricultores de Ilha Grande está comercializando o produto em supermercados, vendendo uma média de 900 espigas toda a semana. “O milho verde está se mostrando como uma excelente alternativa de renda aos pequenos produtores de Santo Ângelo, pois há um grande mercado consumidor e uma boa produtividade em razão da tecnologia, do clima e da terra”, observa Rodrigues.

 

Fotos vinculadas

Álvaro Rodrigues, chefe do Escritório Municipal da Emater Na localidade de Ilha Grande, a família de Líria Fonseca está colhendo 100 sacas por hectare

Por Odair Kotowski (odair@jornaldasmissoes.com.br)

Fonte: Jornal das Missões

Mais Notícias: Geral