Notícias: Geral

800 militares do Exército são empregados na Operação Ágata

Já foram revistados 4 mil veículos e apreendidos 20 mil pacotes de cigarros na fronteira

28 de Maio de 2013 às 17:33
800 militares do Exército são empregados na Operação Ágata
Militares estão espalhados em toda a região fazendo abordagens de veículos e pessoas

A Operação Ágata, realizada pelas Forças Armadas, está empregando cerca de 800 militares na região. A ação é desenvolvida desde o dia 18 de maio por tropas da 6ª Brigada de Infantaria Blindada de Santa Maria e de Santa Cruz do Sul, do 19º Regimento de Cavalaria Mecanizada de Santa Rosa com apoio da Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal, Receita Federal, Ibama e Brigada Militar.

Os militares estão espalhados em 85 municípios da área de fronteira com a Argentina, que vai de Porto Xavier até Derrubadas, e na divisa com Santa Catarina. O Posto de Comando da Brigada de Infantaria está instalado no quartel do 1º Batalhão de Comunicações, em Santo Ângelo, local onde são organizadas as atividades diárias dos militares.

Segundo o comandante da Brigada, General Glaucio Lucas Alves, a Operação Ágata faz parte do Plano Estratégico de Fronteira e já está na 7ª edição. Tem o objetivo de atuar no combate aos delitos transfronteiriços como narcotráfico, tráfico de armas e munições, roubo de veículos, contrabando e descaminho. “As nossas bases militares estão instaladas na região, com postos de bloqueio controlando as estradas e fazendo patrulhamento móvel”, destaca.

Em uma semana de operação já foram revistados 4 mil veículos. Não houve apreensão de drogas. Em Iraí, foram apreendidos 20 mil pacotes de cigarros contrabandeados, cinco veículos, uma moto e várias redes de pesca.

Paralelamente a estas ações, o Exército está realizando ações cívico-sociais e tem se caracterizado por levar atendimento médico, odontológico e distribuição de remédios gratuitamente à população carente. Nesta sexta-feira e sábado, as cidades de Miraguaí e Frederico Westphalen recebem a ação.

O comandante, Coronel Luis Carlos Damasceno, diz que o 1º B Com está envolvido no desdobramento da Operação Ágata, empregando o seu efetivo em apoio a Brigada de Santa Maria e a Artilharia Divisionária de Erechim.

Fotos vinculadas

General Glaucio Lucas Alves (da Brigada) e Coronel Luis Carlos Damasceno (do 1º B Com) Comandante da Brigada, General Glaucio Lucas Alves, em reunião com o Comando Maior

Por Odair Kotowski (odair@jornaldasmissoes.com.br)

Fonte: Jornal das Missões

Mais Notícias: Geral