Notícias: Geral

Seminário municipal da Pessoa com Síndrome de Down começa dia 25 de março em Santo Ângelo

Evento é uma das atividades que fazem parte da programação da Semana da Pessoa com Síndrome de Down

07 de Março de 2019 às 17:30
Seminário municipal da Pessoa com Síndrome de Down começa dia 25 de março em Santo Ângelo
Inscrição para o seminário deve ser feita através de envio dos dados pessoais para o email: inclusão.smed@santoangelors.com.br (Foto: Reprodução/JM)

O Dia Internacional da Síndrome de Down, no dia 21 de março, será lembrado com uma série de atividades que iniciaram nesta quarta-feira (6) e vão até o dia 31 de março, em Santo Ângelo. As ações fazem parte da Semana de Conscientização sobre a Síndrome do Down Santo Ângelo (Afad), Conselho Municipal das Pessoas com Deficiência, Prefeitura de Santo Ângelo e Apae Santo Ângelo. O apoio é o Iesa, Sesc, Ministério Público do Rio Grande do Sul, URI Santo Ângelo, Uníntese e Coordenadoria Regional de Educação. Um dos pontos altos da programação é a realização do Seminário Municipal sobre a Síndrome de Down, que inicia no dia 25 de março. Confira a programação completa a seguir:

AÇÕES
De 6 a 20 de março de 2019 (exceto sábados, domingos e dia 15/03) Cinema Móvel  - o Cine Móvel do SESC (uma tela inflável de 5mX8m) percorrerá as escolas da cidade para exibição de audiovisual de 60 minutos sobre a síndrome de down. Escolas interessadas devem agendar previamente pelo fone 3313-1960 (Educação Especial da Secretaria Municipal de Educação).

10 de março - Domingo
Brique da Praça - banca de comercialização de camisetas da semana, calendários e cartilhas do Dauzito

17 de março - Domingo
Brique da Praça - das 10h às 10h45min
Soltura de balões como marco de abertura oficial da Semana em Santo Ângelo. Manifestações de autoridades e apresentações artísticas.
Banca de comercialização de camisetas e calendários. Haverão brinquedos infláveis e distribuição de materiais de divulgação do seminário e sobre direitos das pessoas com síndrome de down.

21 de março - Quinta-feira
DIA INTERNACIONAL DA SÍNDROME DE DOWN
Ação de panfletagem e  conscientização na sinaleira da Marechal Floriano , com distribuição de flores na cor
amarela (cor símbolo de lembrança da data).
Horário: das 10h às 12h
* Abertura do desfile do carnaval de rua de Santo Ângelo com a formação da ala “Além do Olhar”.
Familiares e simpatizantes do movimento poderão participar do desfile mediante aquisição da camiseta.
Contato: 9.8439-7000 (Tassiana)

24 de março - Domingo
Tarde de Lazer na Praça da Catedral (Centro Histórico)
Haverão brinquedos infláveis, oficina de pintura e de contação de histórias. Distribuição de material de divulgação do seminário. Panfletagem sobre direitos das pessoas com síndrome de down. Tarde de integração entre as famílias e as crianças.

25 de março - Segunda-feira
ABERTURA DO SEMINÁRIO MUNICIPAL SOBRE SÍNDROME DE DOWN
PALESTRA: “O Preconceito Nosso de Cada Dia” - Elitan David Artista mineiro e pai de uma menina com Síndrome de Down. Através de sua experiência com a filha, ele faz uma palestra desenhada (com flipchart) e  desmistifica a crença de que discriminação é coisa de gente ruim - pessoas boas também podem ser preconceituosas. Esclarece e aproxima os dois polos: quem discrimina e quem inclui. Aborda também a questão do bullyng.
Local: Auditório da URI - Prédio 13
Horário: 19h30min   

26 de março - Terça-feira
PALESTRA:”O Preconceito
Nosso de Cada Dia” - Elitan David Artista mineiro e pai de uma menina com Síndrome de Down.
Através de sua experiência com a filha, ele faz uma palestra desenhada  (com flipchart) abordando o tema bullyng e  desmistifica a crença de que discriminação é coisa de gente ruim - pessoas boas também podem ser preconceituosas. Esclarece e aproxima os dois polos: quem discrimina e quem inclui. Aborda a questão do bullyng.
Local:  Teatro Antonio Sepp
Horário: 9h - Valor: R$ 5,00
Público alvo: estudantes da rede pública e particular do município a partir de 12 anos.

26 de março - Terça-feira
Apresentação de “cases” de inclusão de instituições de ensino locais.
Objetivo: socialização de experiências.
Após a apresentação será realizada roda de conversa e interação com público sobre inclusão escolar e a efetividade do aprendizado - evolução e obstáculos. Mediadoras: Elaine Werle,  Roseléia Schneider e Débora Escobar.
Local: Auditório da URI - Prédio 13
Horário: 19h30min

27 de março - Quarta-feira
Palestra com Vinícius Streda - jovem escritor com síndrome de down compartilha suas experiências de vida.
“A educação que dá certo.”
Palestra: “Contribuições dos alunos dos cursos do eixo-Informação e Comunicação - do IFFAR (Instituto Federal Farroupilha) para o desenvolvimento das pessoas com Síndrome de Down” - apresentação de aplicativos e ferramentas de aprendizagens construídas para facilitar o aprendizado.
Horário: 19h30min
Local: Auditório da URI - Prédio 13

28 de março - Quinta-feira
Quando se fala em inclusão - qual o papel da família”?
Tânia Mara da Rocha (Caxias do Sul), psicóloga com espec. em Transtornos do Desenvolvimento, Autismo e Psicose Infantil, neuropsicologia e Síndrome de Down. Mãe do Matheus Rocha - jovem de 27 anos, atual campeão mundial de taekwondo (é o 1º brasileiro com SD a participar dessa competição)
Local: Salão Azul CNEC/IESA
Horário: 19h

28 de março - Quinta-feira
«O que os terapeutas podem fazer para ajudar na busca por qualidade de vida?»
Caroline Scussiatto - graduada em fonoaudiologia pela UFSM. Especializada em fonoaudiologia educacional, psicopedagogia clínica e inst. Atuação docente na área da surdez. Mestra em educação e doutoranda pela UCS. Realiza assessoria e consultoria à instituições de ensino nas áreas da fonoaudiologia, psicopedagogia e educação.
Horário: 20h

«O trabalho do AEE»
Cristiane Kieling - Mestrado em educação. Especialização em alfabetização. Especialização em psicopedagogia e interdisciplinaridade. Curso de formação para Educação especial para deficiência intelectual.
Horário: 21h

«O que o monitor pode fazer pelo aluno com Síndrome de Down» (relato em vídeo)
Rafael Rossa - estagiário de pedagogia da UCS.
Local: Salão Azul do IESA
Horário: 22h

29 de março - Sexta-feira
Exposição de Tecnologia Alternativa (Assistiva Tecnologia e Educação) e Exposição fotográfica “Forma e Cor” pelo olhar de João Vicente Fiorentini (jovem com síndrome de down integrante da AFAD/RS)
Local: Hall de acesso Salão Azul/CNEC-IESA
Horário: 19h

“Tecnologia Assistiva - Comunicação Alternativa. O que é e como pode favorecer o aprendizado de alunos que possuem dificuldades na comunicação.»
Rita Bersch - (Mestre em Design pela UFRGS com Pesquisa no tema Tecnologia Assistiva para contexto educacional inclusivo. Graduada em Fisioterapia com especialização em Reeducação das Funções Neuromotoras. Foi membro do CAT - Comitê de Ajudas Técnicas da Sec. Esp. de Direitos Humanos da Presidência da República e foi consultora do Ministério de Educação onde atuou nos programas Educação Inclusiva Direito a Diversidade, Salas de Recursos Multifuncionais, Formação de professores para o AEE, BPC na escola. É sócia e diretora da  Assistiva Tecnologia e Educação onde atua, junto com uma equipe interdisciplinar na formação da Tecnologia Assistiva e Educação Inclusiva.
Horário: 19h30min
Local: Salão Azul - IESA/CNEC
* Apresentação da história de vida de João Vicente através da comunicação alternativa (João Vicente não fala, mas através da tecnologia alternativa, seu ipad lhe dá a voz).
Horário: 21h

30 de março - Sábado
Será realizada oficina de comunicação com tecnologias alternativas com Rita Bersch (de POA – trabalha com formação de professores para o AEE na área de tec. assistiva). Inscrições limitadas ao valor de R$ 50,00 pelo fone 9.9167-3402
Investimento: R$ 50,00
Local: Salão Azul CNEC/IESA
Horário: 9h às 12h

Inscrições para o Seminário: enviar dados pessoais para o email: inclusão.smed@santoangelors.com.br.

Fonte: Jornal das Missões

Mais Notícias: Geral