Notícias: Geral

Santo Ângelo institui o dia 12 de maio como o Dia Municipal da Fibromialgia

Lei sancionada pelo Executivo regulamenta o uso do símbolo mundial da doença em placas preferenciais

16 de Maio de 2019 às 15:55
Santo Ângelo institui o dia 12 de maio como o Dia Municipal da Fibromialgia
Prefeito Jacques e vereadora Jacqueline com membros da Anfibro (Foto: Fernando Gomes/AI Prefeitura de Santo Ângelo)

O prefeito Jacques Barbosa sancionou na segunda-feira (13), no gabinete do Executivo a nova lei que determina o uso do Símbolo Mundial da Fibromialgia em placas preferenciais, e institui o dia 12 de maio como o Dia Municipal da Fibromialgia. O projeto de Lei nº 4.296 de 8 de maio de 2019 é de autoria da vereadora Jacqueline Possebom (PDT).

De acordo com a vereadora Jacqueline, a ideia do projeto surgiu após reuniões realizadas com os portadores da doença. “Tive a oportunidade de conversar com eles sobre a fibromialgia, assim, conheci as dificuldades enfrentadas no âmbito social e familiar. Esta lei busca ajudá-los a conseguir mais direitos, políticas públicas e fazer com que mais pessoas conheçam e entendam a doença”, explicou.

O prefeito Jacques Barbosa recebeu dos participantes da Associação Nacional de Fibromiálgicos e Doenças Correlacionadas (Anfibro), um laço roxo que simboliza a luta dos portadores da doença, e a busca pela conscientização do diagnóstico precoce. “É de extrema importância que o Poder Público colabore com leis como esta, pois, os portadores de fibromialgia precisam de atendimento preferencial, o longo tempo de espera em filas pode fazer com que seus sintomas aumentem”, pontuou.

Os estabelecimentos públicos e privados como supermercados, bancos, farmácias, bares, restaurantes e lojas em geral terão 120 dias para se adequar a nova lei. O Dia Municipal da Fibromialgia será comemorado anualmente em 12 de maio. Para comemorar a data, serão realizadas palestras, debates e seminários, para contribuir para a conscientização e divulgação da doença.

De acordo com a portadora da doença, Márcia Lopes, a procura pela Anfibro no município aumentou depois da iniciativa da vereadora Jacqueline, ela também agradeceu o apoio do Governo Municipal. “Em nome do grupo quero agradecer o auxilio que estamos recebendo do município, esperamos que no próximo ano consigamos fazer diversas ações no Dia Municipal da Fibromialgia”, declarou.

No município a Anfibro conta com 17 membros, quem for portador da doença e tiver interesse em participar do grupo pode entrar em contato com Márcia Lopes pelo telefone 9653-8067 ou com Ana Letícia Klahr 51 8616-0398. O grupo está planejando uma programação com atividades para o próximo domingo no Brique da Praça.

FIBROMIALGIA
A doença atinge cerca de 3% da população brasileira, predominando em mulheres com idade entre 35 e 44 anos. De acordo com a Sociedade Brasileira de Reumatologia, a fibromialgia é uma síndrome comum, que pode ocorrer em quadro isolado ou estar associada a outras patologias reumáticas, como artrite reumatoide ou espondilite anquilosante, que são doenças inflamatórias.

Os principais sintomas apresentados pelos pacientes são dores no corpo, fadiga constante, cansaço mesmo após dormir por longos períodos, distúrbios do sono, falta de concentração, lacunas de memória, problemas de linguagem e raciocínio prejudicado, dores de cabeça, ansiedade e depressão.
 

Mais Notícias: Geral